sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Imagine...






Hoje o Spotify me veio com a sugestão de uma playlist: "As Músicas Mais Lindas do mundo." Entre elas - todas muito lindas - de repente começou a tocar "Imagine." Sempre amei esta canção, embora ela hoje ela tenha sido tocada tantas vezes, que alguns a considerem "batida demais."

E John Lennon nos pedia que imaginássemos um mundo ideal, sem religiões, sem fronteiras, com todos vivendo em paz. E ele mesmo morreu vítima da violência de alguém que o admirava (e talvez também o invejasse), talvez para lembrar ao mundo que a perfeição não é daqui. Somos seres tão imperfeitos, que caminhar sobre uma terra de perfeição seria, no mínimo, um absurdo. Ainda temos muito o que caminhar, tropeçar, cair de cara, e mesmo assim, talvez a humanidade nunca chegue lá.

Mesmo assim, eu tento colher no dia a dia tudo o que eu posso para tornar a vida mais bonita. E acho que todo mundo pode fazer isso. 

Mas de que adianta, reclamar dos políticos, do "golpe", da desigualdade social, da corrupção, e continuar agindo de maneira a alimentar tudo isso em volta de nós? O que eu vejo quando olho as postagens no Facebook e nas demais redes sociais, são pessoas que reclamam de tudo, mas não fazem um esforço, por menor que seja, a fim de melhorarem a si próprias. Assim, a canção de John Lennon - que também nunca foi perfeito, basta ler a biografia dele para saber - fica cada vez mais distante da realidade. Acho que foi uma canção marco. Porque ela foi gravada e lançada no exato momento em que as pessoas começaram a perder a humanidade de forma mais acelerada.

Os hippies dos anos 60 falavam de paz & amor, mas se drogavam e jogavam bombas em policiais, matando, sequestrando e roubando, e não professavam aquilo no qual diziam acreditar. Políticos que deveriam zelar pelo bem estar do povo, bem, melhor nem comentar... 

É muita falsidade. Talvez por isso o nome da canção seja "Imagine." Porque no reino da imaginação, tudo é possível, até mesmo a paz mundial e a justiça social entre povos belicosos, interesseiros, egoístas e falsos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Em Casa

Sinto prazer em estar em casa... gosto de cuidar de tudo, andar pelo jardim, aproveitar o sol. Gosto de ir lá para fora olhar...