SABER










Não me interessa saber de tudo,
-Prefiro saber de mim mesma
A passar minhas horas
Debruçada sobre o mundo,
Segurando, entre os meus dedos
Seus terços de dores,
Dedilhando seus orgulhos
E suas discrepâncias.


E se isto for ignorância,
Sou, no mundo, 
A pessoa mais ébria de insipiência!


Mas prefiro admiti-lo
A  transformar  a sabedoria
Em um emblema de arrogância.





Comentários

  1. Bravo! Lindas tuas palavras!Sempre assim! bjs, chica

    ResponderExcluir

  2. É isso, Ana!
    Assino em baixo. Muito bem colocado.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida Ana
    Sei que sei pouco mas o pouco que sei, passo...
    O seu texto é profundo e cheio de sabedoria...
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  4. Perfeito Ana, muito melhor ignorar... amei...
    Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  5. Ana, pude visualizar a cena, tão comum! Sobre o mundo ou através de janelas. Um show! Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos