xmas

Free background from VintageMadeForYou

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Primeiro de Abril









Caiu a mentira,
A ira, a disputa,
A luta inglória,
História mentida!

Aprendeu-se a vida
De forma mais pura,
Tecitura branca,
A franca mistura!

Subiu  a lisura,
A cura se fez,
A embriaguez
Agora está sóbria!

Cobra enrodilhada,
Cabeça esmagada,
Falácia castrada
À beira da estrada!

Não há fake news
Nas cores de Abril,
De maio, de junho!
Nunca antes se viu!

Quebrou-se o punho
Que empunha a caneta,
A vil baioneta
Que corta a verdade,

Biparte-se a ira,
A negra mentira
Lobotomizada
Não é espalhada!

Lá vem a franqueza
De cara lavada,
Cantando a vitória
Em verso febril...

-Desculpe-me, amigo,
Não fique zangado
Ou bravo comigo:
Primeiro de Abril!





8 comentários:

  1. Gostei de ler Bons trocadilhos e entrelaços dos versos
    .
    Cumprimentos poéticos.
    .
    ** Fogo que arde em meu peito **

    ResponderExcluir
  2. Ficou lindo e que a mentira seja abandonada!!! Que o rei das fake news sossegue o rabo!!! beijos, lindo ABRIL! chica

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito, a coisa radical que faço diante de um mentiroso, é cortar, quero estar sempre longe, esses não têm solução, jamais irão deixar de mentir. É cortar ou... cortar!
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Ana Bailune um de Abril um dia especial, por convenção, para mentir.Os mentiroso por natureza. Acredito que os mentirosos, por natureza, se sintam desmotivados para mentir. De qualquer modo, a beleza rítmica do poema, além da beleza, faz dele atracção especial.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Querida poetisa! Como seria bom se verdade fosse! Mas pra primeiro de Abril é válida a poesia! Tão esmerada, digna de uma grande poetisa como você!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Lula Livre?

Lula Livre? Gostaria de dizer o que me incomoda nesta frase. Não é bem a liberdade de Lula, mas a maneira como ela foi co...