quarta-feira, 26 de abril de 2017

Por que os Vagalumes Estão Desaparecendo?


IMAGEM; GOOGLE





Eu, com essa velha mania de ler tudo o que me cai às mãos, acabei descobrindo a resposta para a pergunta acima em um saco de pão, enquanto tomava meu café da manhã.

Lembro-me de quando eu era criança, e bastava anoitecer para que o capim melado que cobria o morrinho ao lado de minha casa, e também as copas das árvores e demais plantas, ficassem cheios de luzinhas piscando; eu às vezes tinha a impressão de que as estrelas tinham descido do céu para brincar de esconder na Terra. 

Com o tempo, essas criaturinhas foram desaparecendo aos poucos, e presentemente, quando eu vejo um, chamo quem estiver perto para partilhar do meu encanto, tal a raridade desses bichinhos nos dias de hoje.

Lendo o texto no saco de pão, fiquei sabendo que as luzes dos vagalumes servem para atrair as criaturas do sexo oposto, para que possam acasalar. Porém, o texto explica que “Infelizmente, os vagalumes estão ameaçados de extinção pela forte iluminação das cidades, pois quando entram em contato com essa forte iluminação, sua bioluminescência é anulada, interferindo fortemente na reprodução, podendo até serem extintos." 

A luz artificial sobrepujando a luz natural e verdadeira.

O que li me fez pensar: nos dias de hoje, há luzes artificiais demais, não apenas nas grandes cidades, mas nos corações das pessoas. E essas luzes brilham com tal fulgor – embora sejam falsas – que acabam ofuscando as luzes verdadeiras, aquelas que brilham devagar e que verdadeiramente iluminam ao invés de ofuscarem. 

Na internet, que foi um dos melhores inventos do século, e que teve sua utilidade contaminada por pessoas oportunistas e de má índole, vemos isso o tempo todo: bandidos sendo fotografados ao lado de crianças sorridentes, meninas expondo seus corpos como se fossem mulheres adultas e estivessem à venda, baleias Azuis navegando pelo mar cibernético e afogando incautos, notícias falsas criando pânico e alimentando o ódio. E os vagalumes verdadeiros ficando cada vez mais ofuscados.

O brilho dos vagalumes servia para que eles se agrupassem e descobrissem seus parceiros, garantindo assim a sua sobrevivência. Por isso, eles todos brilhavam na medida certa, a fim de não causar ofuscação a nenhum deles. Mas hoje, a necessidade de destacar-se e de brilhar – achando-se no direito de escurecer e ofuscar quem estiver em volta – e a falta de senso de quem segue e aplaude tais comportamentos, está causando uma triste – e quem sabe, irrevogável -  inversão de valores. De repente, as coisas que as pessoas da minha geração cresceram aprendendo que eram erradas, tornam-se certas e são praticadas em plena luz do dia. A falta de respeito impera. A falta de carinho, solidariedade e paciência para esperar sua vez sem passar sobre ninguém que esteja na frente também. Nas grandes empresas, estimula-se a competição, e tudo o que for feito em busca de sucesso e promoção é considerado empenho e dedicação. 

Triste momento esse no qual vivemos.

Por isso, quando a noite chega, eu gosto de ir lá para fora e ficar olhando a mata que existe em frente à minha casa. Ouvindo o cricrilar dos grilos e os pios das corujas, eu firmo o olhar até que eu veja uma luzinha piscando, brincando de esconder com outra luzinha em volta da copa de alguma árvore. Daí, eu respiro fundo, pois sei que enquanto elas estiverem lá, haverá esperança. 




7 comentários:

  1. Também sinto muito tudo isso e os vagalumes eram tão lindos de ver, achava tão legal ver as luzinhas... Meus filhos viram, adoravam. Os netos ainda viram,mas bem poucos. PENA! bjs chica

    ResponderExcluir
  2. O mundo se deteriora porque o SER se deteriora mas a essência do Universo não e ela sempre prevalecerá. Você e alguns outros são a prova disto. A história nos mostra isto. De tempos em tempos temos registros de negritude que parecem anunciar o fim de tudo mas, logo as luzes dos Vagalumes voltam a brilhar, os grilos a cricrilar, as corujas a piar renovando a ESPERANÇA para um novo ciclo.

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga Ana, texto lindo, ainda bem que ainda têm vagalumes em alguns lugares, acho que nem tudo está perdido, pois o que está mesmo acontecendo é que está tudo vindo à tona, as pessoas ainda irão perceber os verdadeiros valores, amo poder sentir e perceber que nem tudo está perdido, como disse nosso amigo em comum, o Paulo, a essência do Universo é intacta, as almas acordarão para o verdadeiro sentido da vida, pelo menos eu espero, pois em mim, em ti em nós que sabemos perceber, tudo é lindo e de valor, ver, sim, temos de ver, mas nunca iremos cair na coisa ruim do que estamos vendo e percebendo!
    Abraços linda amiga!

    ResponderExcluir
  4. Acredita que nunca mais vi?
    Outro dia me deparei com uma joaninha tb é algo raro de se encontrar.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  5. Aqui chamamos-lhes pirilampos. Quando era pequena e vivia no campo via imensos. Agora, na cidade, desapareceram.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Sempre vejo vagalumes. Não aqui na cidade mas no interior.
    É a natureza se manifestando querendo um lugar.
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. E não é que os tais bichinhos povoaram a minha infância em dias na roça? Adorava catá-los e colocá-los em uma redoma, geralmente em vidro de maionese e soltá-los antes que ficassem enfadados com a prisão temporária. Nunca mais os vi. Saudades daquele tempo em que disputavam com as estrelas, com a vantagem infinita de poder ir e vir.

    Bjs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Até um Dia!

Olá, pessoal! Por motivos pessoais, estarei fora da rede durante alguns dias. Volto em breve! Abraços! ...