terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Concordar em Discordar







Eu sei muito bem que concordamos aqui, e discordamos ali, lá e acolá; faz parte da vida. As pessoas enxergam as coisas conforme suas observações e experiências. Mas isto não significa que eu tenha que odiar você, ou que você precise me odiar. Podemos ao menos respeitar o direito que cada um tem de se expressar e pensar o que bem quiser.

Se eu , através da minha observação, faço algum comentário desfavorável ao que você pensa, não é porque estou 'caçando briga' ou algo assim, mas porque eu penso que discutir crenças e pensamentos é saudável para que haja crescimento - mesmo que jamais cheguemos a concordar sobre um assunto. Acho que ninguém deveria odiar outra pessoa simplesmente porque ela não concorda com a gente.

Convicções podem mudar. Se me provarem o contrário daquilo que penso, não tenho nenhum problema em pedir desculpas ou admitir que estava errada. Mas o argumento tem que ser realmente bom e crível, pois minha capacidade de discernimento não deve ser desprezada. Porém, tentar me fazer pensar de acordo com o que você acredita - sem que haja algum argumento válido - é perda de tempo. Da mesma forma que não tento convencer ninguém sobre o que penso. Cada um é cada um.

No entanto, acho que ofensas pessoais sempre partem de alguém cujo último recurso não pôde provar sua razão. De qualquer forma, insistir em rebater e criticar o que alguém diz, tentando incutir sua verdade aos berros, é uma tentativa de lavagem cerebral através de constrangimento. Coisa que só serve para convencer os tímidos e os fracos.

E quando se trata de ironias, eu sou muito boa nisso. Acredito que uma boa ironia pode nos poupar horas de discussões acirradas e inúteis sobre o destino das cabras abatidas. 

Minha intenção não é convencer ninguém. Se eu escrevo, é porque esta é a minha melhor forma de expressar o que penso e sinto. É um direito meu.

Enquanto eu viver em um país livre, não dominado pela censura dos países socialistas, eu vou escrever o que eu quiser.

Procuro não entrar em espaços alheios a fim de impor minhas opiniões, e não gosto quando fazem isso comigo; mas conversar é bem diferente de impor opiniões, e disso, eu gosto.

Mas depois de cair do cavalo algumas vezes, cheguei à conclusão de que às vezes, quando  personalidades diferem muito profundamente, o melhor é concordar em discordar.



Um comentário:

  1. Bonito jogo das palavras para dar seu recado.
    Nos últimos tempos esta questão tem se acirrado no Brasil principalmente depois das redes sociais(sic) onde um verdadeiro show de agressões se percebe, deste as politicas, religiosas até as odiosas raciais.Lembro que meu pai dizia que politica,religião e futebol não se discutia e eu até discordava Ana, mas hoje vejo que ele pregava a paz e o tocar a vida com seus pensamentos e convicções. Muito bom seu texto com endereço ou não, mas que serve para uma reflexão de comportamento neste Brasil. Enfim respeitar opinião será sempre salutar e se houver espaço para debate muito bom ou do contrário melhor concordar em discordar.
    Bju amiga na boa semana que lhe desejo e saudades do Cavaleiros de Apocalipse, rsrs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

IDADE

UMA BRINCADEIRA - MAS UMA BRINCADEIRA SÉRIA! IDADE A idade  tocou-me no ombro,  Perguntando: “Quem é você?” ...