quinta-feira, 12 de abril de 2018

Conselho









Existem flores
Que não são para ti.
Seus perfumes envenenam,
E seus espinhos
São bem mais numerosos 
Que suas pétalas.

Existem jardins, cheios dessas flores
Venenosas,
Escondidas entre pretensas rosas,
São flores carnívoras, viscosas
Flores de linda aparência.

Existem canteiros atraentes,
Onde afoitas abelhas, num voo distraído,
Pousam, e para sempre, nesse voo incauto,
Se perdem e se prendem.

Mas tu não és flor, não estás plantada,
Podes bem caminhar assim, resoluta,
Para fora dessas pequenas desgraças,
Indo até o  portão, ganhando as  praças,
Encontrando mais luz em novas ruas.





7 comentários:

  1. Quanta classe e delicadeza para um tema tão denso.
    Lindo demais Ana!
    ***Teu blog tbm está de uma lindeza sem fim... Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite. Poema lindo demais. Parabéns :))

    Hoje:- Ainda chove no meu caminho...
    -
    Bjos
    Votos de uma boa noite

    ResponderExcluir
  3. Um poema bem reflexivo.
    Caminhar resolutamente e livre... Isso é bom demais!
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Olá, querida amiga Ana!
    Definitivamente não é para qualquer jardim a nossa flor interna...
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  5. Que linda reflexão em poesia Ana!
    As ervas daninhas existem, as flores carnívoras também.
    O bem vence o mal e o conselho é sábio, ainda que não peça.
    Bom lindo fim de semana querida amiga.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Vamos Arrumar a Casa!

Vamos Arrumar a Casa! De vez em quando, é uma boa ideia; afinal, se nós vivemos dentro de uma casa, e ela é...