quarta-feira, 23 de junho de 2021

AQUI, EU DESOBEDEÇO


 


Aqui é onde eu cresço,

Envelheço,

E descaradamente,

Desobedeço.

Aqui eu (des)arrumo

A minha (des)decoração.

Aqui, eu resolvo as pendengas

Do meu próprio coração.






8 comentários:

  1. Lindo ser dona do lugar e fazer o que quiser,né? E que ninguém o bedelho meta,rs...beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde de paz, querida amiga Ana!
    Estamos numa idade (maturidade) que nos é permitido sermos donas da nossa casa exterior e interior. Que alívio!
    Lindo post;
    Tenha um anoitecer abençoado!
    Beijinhos carinhosos e fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
  3. Querida Ana, que lindo o seu lugar aonde você pode ser você mesma,delicia isso, viver é isso, amei!
    Abraços sempre bem apertados, gostei dos versos inspirados!😍

    ResponderExcluir
  4. E que benção ter um lugar todo seu, para arrumar e desarrumar, se rebelar, se perder e se reencontrar.
    Lindos versos, Ana, beijinhos e bom final de semana
    Valéria

    ResponderExcluir
  5. Aí é seu paraíso nesta linda região e pode se sentir dona do mundo e tudo pode, inclusive fazer poemas lindos de alta sensibilidade.
    Voe Ana.
    Abraços amiga e feliz semana.

    ResponderExcluir
  6. Um lugar onde se sente bem e segura. Que bom!
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. E viva a liberdade!

    Estou despedindo-me... Vou estar ausente um tempo...
    Abraços
    ~~~

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÃ

  Como se não houvesse amanhã, Ele acordou naquele dia se sentindo mais vivo, Abriu a janela e percorreu as curvas das montanhas Com as pont...