quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Textos Longos / Textos Curtos



Pela segunda vez, fui questionada em meu blog "Histórias" sobre a extensão de meus textos. O "Histórias" é um blog de contos e novelas, no qual eu exerço a minha criatividade mais do que em qualquer outro espaço. Os personagens de minhas histórias e contos vão surgindo, e eu lhes cedo um lugar na minha sala e converso com eles. Não seria educado limitar o que eles me dizem.

Se os contos são bons ou não, não cabe a mim julgar. Eu os escrevo conforme me surgem, e não me preocupo em demasia com a gramática e sequer faço algum tipo de revisão. Eles são postados como me surgem. E acho que este é o objetivo de um exercício criativo: exercer a criatividade livremente.

Não sou uma escritora - poderia considerar-me como tal caso eu escrevesse sob o selo de alguma editora que financiasse meus escritos, ou se eu os vendesse de alguma forma. Tenho livros publicados pela amazon.com.br, em formato e-book, que eu mesma escrevi, editei e postei, e eles não vendem o suficiente para me garantirem um salário mínimo mensalmente. Se um dia isso acontecer, será maravilhoso, embora não seja este o meu principal objetivo. Eu adoro escrever e ser lida, mas a primeira parte é bem mais importante do que a segunda.

Agradeço pelas críticas e sugestões - desde que elas se dirijam ao que eu escrevo, e não à minha pessoa, pois não admito ser julgada por estranhos que não sabem da ponta do ice-berg de minha vida - mas continuarei escrevendo e postando as minhas histórias da mesma forma como venho fazendo. Não é meu objetivo ficar famosa, pois sequer tenho talento para tal, e eu sei muito bem o quão difícil é tornar-se um escritor em um país onde as pessoas preferem escutar a nova música da Anitta (alguns consideram esse tipo de música como manifestação cultural, e eu não vou discutir este mérito aqui) a lerem algum tipo de  livro. 

Quando eu abro um texto em um blog (e infelizmente, não tenho tido muito tempo ultimamente) o que me prende e me encanta não é a extensão do mesmo, mas a forma como a escrita me cativa, seja ela curta ou longa. Às vezes, alguns poemas curtos me desviam a atenção após o segundo ou terceiro verso, enquanto artigos longos me prendem até o final e me trazem muitas reflexões. Depende da qualidade do escrito, e não do quão curto ou fácil de ler ele é, pois um bom leitor não procura apenas por textos curtos e consumíveis que lhe tragam reciprocidade nos comentários, mesmo que os comentários postados sejam de alguém que sequer leu o que estava escrito, mas também busca por reciprocidade. O bom leitor procura por bons textos; algo que lhe cative a atenção e traga reflexões, encante, escandalize, enfim, provoque algum tipo de REAÇÃO. Um texto que me deixe apática não vale a pena ser lido.

Assim, mais uma vez, quero deixar bem claro que, apesar de me sentir agradecida e lisonjeada com as leituras e comentários que recebo, escrever é muito mais importante do que isso para mim.

Por outro lado, uma de minhas histórias foi recomendada por uma professora de ensino médio aos seus alunos, que leram, comentaram e até sugeriram um final diferente, pois o personagem principal morre no final; uma segunda me rendeu uma mensagem carinhosa em meu Instagram de um adolescente que dizia acompanhar meu blog e ser meu fã. Um de meus contos foi classificado em primeiro lugar em um concurso promovido pelo blog Gândavos. Talvez isto possa significar que o que eu escrevo tem algum valor. Para mim, é o suficiente.



10 comentários:

  1. Nunca conseguimos agradar a todos, isso é certo! Mas como é bom quando chegam os retornos como o desse teu leitor...Adorei! beijos feliz 2018! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Chica. Mesmo que estes retornos sejam raros.

      Excluir
  2. Boa tarde. Muito bem merece esse aplauso.

    Hoje:-"Chuva, onde desejo tréguas."

    Bjos
    Resto de uma feliz tarde.

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida amiga Ana !
    Entendi seu parecer e compactuo com ele ...
    Tamanho não é documento já se dizia ...
    Seja muito feliz e abencoada !
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  4. Olá!! Passando para conhecer o seu blog, gostei muito! E gostei muito de conhecer mais, desenvolver nossas histórias são de grande valor! Desejo que seu ano novo seja repleto de paz, amor, saúde e sucesso! Feliz 2018!!
    Tenha uma ótima quinta feira.

    ResponderExcluir
  5. Pessoalmente prefiro textos mais curtos.

    Passando, vendo, lendo, gostando muito, anunciando:
    .
    Tema: *Geladas gotas na dor da separação*
    .
    E desejando:
    .
    Que o Ano Novo de 2018, entre na sua vida através da porta do coração, trazendo: Saúde, Fraternidade, Paz, Amor, Felicidade, gosto pela Partilha.
    FELIZ ANO NOVO

    ResponderExcluir
  6. Aplaudo o teu texto, quando você escreve o faz com tua alma, os quadros vão tomando forma, e você os vai encaixando, não tem como saber o tamanho, eu sou péssima até pra poema,a maioria são longos, conto então é fogo, fica extenso, mas é o que está dentro de mim. Adoro teus escritos, não venho mais por falta de tempo mesmo, mas sou sua fãzona, bjos em seu coração e que seu ano novo seja repleto de alegria, bjos

    ResponderExcluir
  7. Pois é Ana, esta coisa existe para os imediatista e que alegam faltam de tempo. Imagina um aluno hoje lendo Jubiabá, Dom Casmurro, Os três irmãos ou uma Divina comedia. Eles perdem por não entrarem no texto, pois quando isto acontece, ocorre de achar que acabou rápido. Mas é fundamental o que voce disse, o como colocar o leitor no texto e prende-lo.
    Não preocupe muito com isso.
    Abraços amiga.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Ana!
    Sempre que tenho tempo leio seus contos e muitos deles me deixam ansiosa para "ver" as cenas dos próximos capítulos. Discordo quanto ao fato de os textos serem considerados longos. Para aqueles que como eu consideram a leitura como um ato prazeroso, o importante não é o tamanho do texto mas o quanto ele pode prender a atenção do leitor e isso você faz muito bem. Parabéns! Grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite Ana, amo os seus textos e fico encantada com sua criatividade, histórias muito bem escritas, português impecável e sempre muito atualizada, você é uma excelente escritora/poetiza.
    Parabéns, felizes dias, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

La-La-Land - E Sobre Felicidade

Se você não assistiu ao filme, não veja este vídeo; é sobre o final. Finalmente, assisti ao filme La-La-Land. Queria vê-lo ...