quinta-feira, 5 de agosto de 2021

DEBAIXO DA FOLHA



Sob os pés nus, na aspereza da areia
Ou na maciez confortável do musgo,
Debaixo da folha,  no verde escondido,
No úmido corredor ladeado de flores,
Sussurra a poesia.

No vento da asa tardia que passa,
Na graça sutil da madrugada fria,
No som da canção que sai pela janela,
Que envolve e rodopia em volta dos ouvidos...
Canta a poesia.

Sobre a pele enrugada da mão estendida,
Correndo nas velhas veias saltadas,
Nas sacadas onde secam as toalhas
E os lençóis que esvoaçam, cheirando a sabão...
Reside a poesia.

Na pleura e no compasso do coração,
Na lágrima que não sabe aonde cair,
No trem que anuncia que já vai partir
Sobre os trilhos quentes da desilusão,
Chora a poesia.

No olhar inocente que contempla o mundo,
Nos rios e mares, nos céus, e em tudo
Que respira, pulsa ou permanece mudo,
Na pedra atirada, morte anunciada,
Se oculta a poesia.




9 comentários:

  1. Oi querida
    Escreve a poesia com emoção, poesia que nos envolve é quando colocamos versos brancos e a sua está recheada deles e eu amei demais.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  2. E você , Ana, intensamente, faz sublimes versos, repletos de Poesia!!!
    Sempre adorável te ler!
    Não sabia que não te seguia com este meu outro Blog...pronto... devidamente seguindo! Assim, seja neste ou no outro não perco seus posts.
    Bom final de semana, beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde de paz, querida amiga ama!
    Por todo lado está a Poesia.
    Você percebe-se em níveis distintos e com magia nos versos.
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos com carinho e gratidão

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ana...
    Versos bonitos expressando o mundo da poesia. Poetizar ou poetar nos faz sonhar, idealizar e fluir na imaginação.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana basta abrir os sentidos para perceber a poesia, pois ela esta em toda parte.
    Muito linda sua poesia.
    Beijos,Vi

    ResponderExcluir
  6. Perfeito Ana, onde está o olhar sensível reside a poesia nossa de cada dia a nos espreitar com seus olhos doces.
    Gostei.
    Linda construção/inspiração.
    Abraços

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

SÓ QUERO TER O DIREITO DE DIZER O QUE EU QUISER.

  Porque palavra calada É uma vida sufocada, Eu quero ter o direito De dizer o que eu quiser. Caso eu esteja certa,  Ou mesmo estando errada...